quinta-feira, 31 de outubro de 2019

Knock, Knock... doce ou travessura dentro do consultório!

Em épocas festivas tenho sempre um paciente que sugere fazer uma atividade alusiva à festividade.

Desta vez, em semana de Halloween, surgiu uma sugestão muito interessante... imprimir o rosto de uma figura humana, simples, para fazer máscaras. O resultado foi este:




A questão é, para que servem estes trabalhos em gabinete? Podemos observar vários aspectos como:

  • A persistência - se termina os trabalhos que realiza, se opta por atalhos (desenhar à pressa, por exemplo)
  •  Nível de exigência na realização de tarefas - descontraído ou perfecionista, por exemplo.
  •  O seu nível de criatividade - de extrema importância na resolução de problemas, na capacidade de estar sozinho e na capacidade de resiliência.
  • Coordenação psicomotora - quando copia uma pintura que pesquisou, por exemplo.
  • O seu conhecimento geral e capacidade de exploração - se tem ferramentas para pesquisar ideias e como fazê-lo.
  • Tendência (ou não) para a impulsividade.
  • Motivação.
  • Interesses Pessoais.
A mesma imagem de base, tantos resultados diferentes e tanta informação sobre a criança/jovem.

Há muitas ferramentas! Basta ser criativo!


Sem comentários:

Publicar um comentário