sexta-feira, 6 de março de 2015

Ludoterapia - Era uma vez... Science 4 you!


Olá a todos,

Venho falar-vos de um novo material que me foi oferecido com muito amor e pelo qual estou fascinada.

Descobri este jogo na altura do Natal, quando andava à procura de um livro para oferecer a uma amiga, Educadora de Infância. Dirigi-me à Bertrand do Centro Comercial Dolce Vita Tejo (Amadora) e a funcionária sugeriu esta actividade que, aparentemente, tem tido muito sucesso junto da criançada (o que foi confirmado pela minha amiga). Como me apaixonei por isto, uma pessoal muito especial fez-me a surpresa de oferecer.

Não é caro (6.99€) e é muito fácil de usar. Traz 9 dados, que devem ser lançados simultâneamente e, a partir daí, construir uma história. Dentro da caixa traz um livro com cenários, que podem servir como contexto do conto. 

Segundo a Science4You, este momento lúdico desenvolve competências como o Vocabulário, Raciocínio, Interacção Social, Criatividade e Aprendizagem. Concordo plenamente e saliento que são aspectos fundamentais para um crescimento saudável. Desta forma, gostava de explorar um pouco cada domínio e a sua aplicabilidade ao nível psicológico.

Vocabulário e Raciocínio - Durante a avaliação psicológica, algumas provas (modelo Dinâmico) baseiam-se em contar histórias perante imagens que lhes são apresentados. Entre outros domínios, é avaliada a capacidade de expressão, a organização do pensamento e a qualidade dos itens apresentados, uma vez que espelham os conteúdos internos de cada um. 
Deparamo-nos frequentemente com dificuldades em aceder e evocar esses conteúdos, o que dificulta a capacidade de expressão e gestão emocional, tornando-se um obstáculo à promoção e manutenção do bem-estar.
Esta actividade fomenta esta expressão, facilitada pelo terapeuta que ajuda a organizar ideias e emoções. A validação dos seus sentimentos e o envolvimento nas suas fantasias permitirá um reforço de si mesmo e uma diminuição da ansiedade.

Interacção Social - Durante o momento lúdico, há uma partilha conhecimentos, interesses e de afecto. Estas actividades fomentam a relação privilegiada, esperada numa sessão. A aceitação do mundo das crianças/jovens irá apoiar as aprendizagens sobre si mesmo.

Criatividade - É um aspecto fundamental que, na minha opinião, é sub-valorizado quanto à sua importância no percurso de vida. Uma mente exercitada pela estimulação da criatividade é uma mente que, facilmente, face a problemas e obstáculos, põe em funcionamento os seus recursos internos e ultrapassa as várias situações do dia-a-dia. Ser criativo é conseguir pensar para além do óbvio e, de forma eficaz, resolver as questões pelas quais somos confrontados. Criar histórias, por si só, pode não parecer útil mas esta actividade envolve evocar os nossos conhecimentos e pensamentos, evitando que fiquem perdidos no nosso ser e nunca utilizados.

Aprendizagem - Não irei explicar muito este domínio porque estaria a repetir-me. Todos os pontos anteriores permitem aprendizagens de conteúdos, do outro e de si mesmo. Toda a experiência é um aglomerado de aprendizagens que traduz quem somos e quem queremos ser.

Espero que gostem deste material... é muito interessante e é mais um contributo para uma óptima prática profissional.
Deixo abaixo um vídeo da Science4You ;)






Boas Energias para Todos!!!
Nathalie Marques, Psicóloga

Sem comentários:

Enviar um comentário