segunda-feira, 28 de abril de 2014

Ser psicólogo não é tarefa fácil!




Ser psicólogo não é uma tarefa fácil. Alerto já quem pensa entrar em psicologia no próximo ano letivo.

Algumas pessoas perguntam "se voltasses atrás ias para o mesmo curso?". Eu respondo sempre que sim, e é verdade! Adoro o que faço e, no meio de altos e baixos, desejo fortemente continuar a ser psicóloga durante  muitos anos. Como em qualquer profissão, já comentei "quero desistir" mas amo demasiado o que faço para abandonar o barco.

Mas para quem quiser ter uma visão de um psicólogo a trabalhar por conta própria, aqui vão umas dicas para sobreviver à profissão!

  • O teu carro é o teu melhor amigo: Saltitar de sítio para sítio exige carro (de preferência a gasóleo) e implica que ele se torne numa serie de coisas... refeitório, escritório, sala de lazer, dispensa e, por vezes, o banco para do condutor para trás serve para relaxar os olhos.
  • A tua pasta tem de ser grandinha!: O melhor é andar sempre com uma mala/pasta com os casos que têm de ser analisados (relatórios, casos para refletir...). Há sempre uns tempinhos mortos e 30 minutos às vezes é o ideal para fazer uma conclusão ou pôr os resultados de uma Figura Complexa de Rey.
  • Uma agenda: A minha cabeça não regista tudo... nem fica com os papéis, papelinhos, papelões... Enfim, lá misturas a tua vida pessoal e profissional (pois a separação entre elas torna-se muito ténue...) mas consegues coordenar tudo!
  • Um Spot: arranja um sítio, bem situado, para fazer de 2º escritório. Eu arranjei um bem simpático, a zona de estudo do dolce vita tejo. Lá há tomadas para o portátil, wi-fi, mesas grandes e pouca gente!
  • Um portátil: ... de preferência pequeno, facil de carregar no meio da tralhuça com a qual costumas andar!
  • Um telemóvel Xpto e internet e senhas de todo os lados... é mesmo útil. Comprei uma smartphone, de 5" da BQ. é muito mais barato e muito útil. Podes ter lá tudo, material de consulta, jogos, uma série para quando tens uns minutos... mas o melhor é para quando, por exemplo, acontece como me aconteceu hoje... rebentei dois pneus do meu carro e enquanto esperava pelo reboque, enviei e-mails!!! O luxo! 
  • A lancheira: Sem dúvida importante. Saltitar obriga a que nem sempre tenhas um refeitório nem tempo para ir a casa... a Lancheira é optima porque os dias tornam-se muito longos e a fome aperta.
  • O estojo com tudo (lápis, caneta, corretor, agrafador...): porque o teu escritório pode ser em qualquer lado. Quando vais a vários sítios, o que acontece, é que te apercebes que te esqueceste de alguma coisa.
  • A bendita PEN! A senhora pen...!!! o que acontece também é que saltitamos de pc em pc... por isso, fica tudo na mesma pen!!! E Voilá!
Enfim, não falo em remuneração pois nem sempre é a desejada... ponderem bem se querem viver isto, porque é o que resta quando todas as portas estão fechadas e ninguém liga ao teu currículo. As associações têm cada vez menos dinheiro para contratar pessoal, as escolas andam a dispensar-nos e os hospitais só querem estagiários...

Sem comentários:

Enviar um comentário