domingo, 9 de outubro de 2011

Relatório de estágio no ISPA

Neste post deixo dicas daquilo que é pedido nos relatórios de estágio no ISPA. Deixo a nota que cada professor tem o seu próprio estilo, e por isso, cada um tem a sua exigñcia quanto ao corpo do relatório.
Mas deixo aqui umas dicas daquilo que é pedidio...

Inclui:

  • Que tipo de instituição;
  • O serviço onde estagiamos;
  • Noção do organigrama para percebermos quem somos na instituição, de quem; dependemos, e de quem o nosso orientador depende, a quem prestamos serviço. Onde se situa o psi no organigrama;
  • Onde se situa o local de estágio e qual a população a que abrange;
  • Qual a faixa etária dos utentes;
  • História da instituição;
  • Como se dirigem os utentes ao psicólogo (se se dirigem directamente ao psi ou se foram enviados por outra instituição, como a escola ou médico de família).
  • Que tipo de psicologia se faz;
  • Qual a função do psi;
  • Se o psi tem gabinete próprio;
  • Se há reuniões de psicologia (com quem, com que frequência, se há orientação de caso, e quem participa (devido ao sigilo – ter cuidado com aquilo que revelamos).
  • Exemplo de índice de um relatório de estágio:
    • Motivos da escolha do serviço;
    • História e caracterização do serviço;
    • Papel do psi no serviço;
    • Suporte teórico que sustenta a intervenção no serviço
    • Apresentação das actividades (estudo de caso, referências a outros acompanhamentos, outras actividades)
    • Actividades a desenvolver
    • Conclusão
    • R. Bibliográficas.

Projecto

Projecto para uma actividade dentro da instituição. Proposta de intervenção que é aplicada. O projecto deve ser incluído no relatório de estágio juntamente com a apresentação dos casos.

Casos

Dois tipos de casos:

  • Caso de avaliação;
  • Caso de seguimento (psicoterapia de apoio).

Ter cuidado com a identificação dos casos. Não podemos dar qualquer dado que identifique o sujeito. Sem moradas, nomes, profissão (do próprio e de familiares ou próximos).

Os casos vão ser debatidos entre todos, mas não deve sair do contexto da sala de aula.

No final do relatório

Fazer uma auto-crítica que inclua o ponto de vista pessoal, o que gostaríamos que tivesse havido mais.

Incluir uma página com os agradecimentos.

Num relatório

  • Intro
  • Características da instituição
  • Enquadramento teórico de intervenção
  • 2 estudos de caso
  • Reflexão final
Espero que seja útil!

Sem comentários:

Enviar um comentário