sexta-feira, 6 de novembro de 2009

Pierrot, Arlequim e Columbina

Tu poderias ser o Arlequim da minha vida! Roubaste-me a "loira", deste-lhe prazer, e eu, que enterrei silenciosamente o meu amor, morro sozinha. Perdida nas sombras da solidão por te ter amado demais.
...tenho de enterrar o meu mundo, vou recorrer à alternativa de viver, simplesmente para não deixar a minha alma morrer!

Silenciosamente... Pierrot

Sem comentários:

Enviar um comentário